sábado, 11 de julho de 2020

Hegel



Hegel


Não há nada novo em Hegel. Depois de dominar sua verborragia
cheia de terror não ganhamos novas ideias; mas ele herdou a riqueza
de todos os filósofos predecessores. O mundo inteiro da especulação
se deita antes dele. Ele fez um sistema, grande, compacto, lógico.
Ele resumiu a sabedoria inteira do mundo e ditou a última palavra
da filosofia. Com ele a filosofia começa ou termina.
Sendo um discípulo e seguidor, aluno de Schelling, ele tem muito
em comum com seu mestre, mas saiu da esfera de influência de
Schelling, como Schelling saiu de Fichte, e Fichte de Kant.
Das “rapsódias poéticas, das ditirâmbicas inspirações,
das contemplações caprichosas e das desordens brilhantes.
” ele substituiu por um método inflexível com o qual submeteu
ao jugo da filosofia todos os triunfos da ciência. Mas como
deveríamos explicar Hegel? Quando M. Cousin perguntou
a Hegel por uma afirmação sucinta do seu sistema,
o alemão sorriu ironicamente e disse: “é impossível,
especialmente em francês.” O que não pode ser
explicado em francês é certamente impossível de ser
explicado. Mr. Stirling traça a origem imediata da filosofia
de Hegel a Kant. Talvez ele esteja certo. Podemos traçá-la desde
Hume, com o qual seria quase a mesma coisa. Os idealistas,
o bispo Berkeley, por exemplo, tinha negado a existência da
matéria,o que é a matéria abstrata. Fenomenalmente, as coisas
aparecem aos sentidos – isto é tudo que é material. Pela
mesma razão que levou Berkeley a suas conclusões, Hume
mostrou que a mente não tinha existência como abstrato
vindo dos nossos pensamentos. Impressões, ideias – isto
é tudo de mental. A posição de Hegel é a de Hume,
precisamente; nós não sabemos nada da matéria a não ser
como fenômeno, nós não sabemos nada da mente,
a não ser como um pensamento, uma ideia. Isto então é
a realidade, ambos, da mente e da matéria. Pensamento
é existência. O racional é o verdadeiro, e, portanto,
a realidade suprema é pensamento absoluto, mente ou ideia.
A ampliação desse pensamento é o desenvolvimento em
múltiplos; para a ordem do verdadeiro ou mundo
fenomenal tendo uma perfeita correspondência com
a ordem do ideal ou intelectual. Kant tinha dito que
“há duas passagens ou estágios para o conhecimento
humano, que surgem talvez de uma mesma raiz
comum, ainda como que desconhecidas por nós,
nomeadas, sentido e entendimento; através do
primeiro, na qual objetos são dados, e através do
último, pensamentos.” Essa raiz comum foi a síntese
de Fichte unida ao eu e ao não-eu. Foi a identidade de
Schelling, na qual o ideal e o real foram um. Isto
correspondeu, também, na substância de Espinoza,
com a qual os dois atributos foram pensados em extensão.
Hegel alcançou esse pensamento sozinho, a ideia absoluta.
Sensação e entendimento sãovirtualmente
um – o primeiro dando externamente o que o último
dá internamente.

Hegel objetou o termo substância como aplicado
a Deus. Isso soa como materialismo. Sem dúvida
pode haver uma substância espiritual, mas a palavra
é emprestada do sentido de objetos. Espinoza o
usa como absoluto Ser dos quais a mente e a matéria
tem sua identidade, com a óbvia convicção que a sua
natureza não é definível sobre um descobrimento de
alguns dos seus atributos conhecidos. Hegel, por outro
lado, define Deus como absoluta mente; ele aceita
e confirma as definições cristãs de que Deus
é um Espírito; não como Malebranche, Augustine
e outros que explicaram essa passagem como que
declarando que Deus não é; mas como que
afirmando, e possivelmente definindo, o
que ele é. Deus não é meramente inteligente
e vivo, mas ele é Espírito. “A natureza espiritual”
diz Hegel, é sozinha a verdade e o ponto inicial produtivo
para os pensamentos do Absoluto.”
(...)


Livre tradução do livro Pantheism and Christianity de John Hunt
. 1884 por Mauricio Duarte [Divyam Anuragi] Transcendentalismo .
Hegel




Visite o site Panteísmo e Cristandade com todos




Ato de pensar




Ato de pensar

Aquele que pensa
Que o pensamento
Foi pensado
Jamais pensou
Antes mesmo de realmente
Se ver pensando.
Construiu ideias
Vagou no querer
Tentou poder
Mas com consciência
Jamais se fez consciente
Da necessidade de pensar.
Um tanto ingênuo
Ou audacioso
Antes mesmo de pensar
Calou todos os pensamentos
Que por sorte
Ou questão de momento
E por direito
Pode pensar
Assim se joga com os pensamentos
Assim nascem os pensamentos
Assim se faz valer
A força que existe
No ato de
Simplesmente Pensar.

Bartira Mendes

(Extraído do livro “Momentos Poéticos” de Bartira Mendes Costa . Editora Bem Cultural . Página 58 . Petrópolis . 2015)

Visite a página da poetisa, escritora e palestrante Bartira Mendes . RESPIRANDO POESIA . https://www.facebook.com/bartiramendesrespirandopoesia/

Lembrança do lançamento do livro CHAMAS




Lembrança do lançamento do livro CHAMAS de autoria do escritor, poeta, artista plástico, arquiteto e acadêmico Carlos Alberto de Oliveira, no Restaurante Sintonia Fina, em São Gonçalo, acompanhado do Vereador Maciel, sua esposa e a esposa do artista e produtor cultural Fábio Hartmann.

Visite a página do Arquiteto, Artista Plástico e Escritor Carlos Alberto Oliveira . https://www.facebook.com/CarlosAOliveiraCAOL/

#página #visite #Carlos #Alberto #Oliveira #CAOL #letras #literatura #evento #livro #poesia #poemas #lançamento #cultura

Memória da reportagem do Jornal O São Gonçalo com o Presidente da AGLAC, Décio Machado




Memória da reportagem do Jornal O São Gonçalo com o Presidente da AGLAC, Décio Machado.

Leia amanhã (9) no Jornal O São Gonçalo: O empreendedor cultural Decio Machado irá inaugurar no bairro da Parada 40, o primeiro Museu da Cultura Gonçalense no Seu Machado Cafe Cultural.

sexta-feira, 10 de julho de 2020

TUDO PELA CULTURA






TUDO PELA CULTURA

Visite a página do escritor, crítico e artista plástico Décio Machado . TUDO PELA CULTURA . https://www.facebook.com/tudopelacultura.deciomachado/

#visite #página #Tudo #pela #Cultura #Décio #Machado #letras #literatura #poesia #poética

Liberdade




Liberdade

Liberdade
O que defini escolhas
Imprime digitais
Oxigena o cérebro
E faz respirar.
Liberdade
Caminho de mão dupla
Cocha de retalhos
Tapete estampado
Lampião acesso
Na escuridão do abandono.
Liberdade
Sopro de consciência
No racional
De um ser.

Bartira Mendes

(Extraído do livro Aurora Boreal de Meus Versos . Bartira Mendes . Página 88 . Editora Versejar . São Paulo . 2019)

Visite a página da poetisa, escritora e palestrante Bartira Mendes . RESPIRANDO POESIA . https://www.facebook.com/bartiramendesrespirandopoesia/

EM TEMPO . poesia . Carlos AOliveira



EM TEMPO
poesia
Carlos AOliveira
Contracapa: "Escrevi EM TEMPO para ir as terras distantes em mim... vivendo meus próprios delírios, presságios, sonhos e pesadelos. Quando pensei em escrever estas poesias, outras razões me cutucavam alma, sexo e coração. Aqui está à passagem de muitas fases, muitos momentos e episódios deste homem que se transcreve, na paixão assumida pela vida, cenas, nas cores, nos temas, nos contos, pelos cantos nos poemas vida à fora.
As coisas aqui neste mundo, no interior de meu corpo, onde sei que possuo outra razão... e me largo na tentativa de me transformar em poema ou outra arte qualquer.
Eu vivi e escrevi EM TEMPO, em uma forma pictórica de associar tempos fora da mensuração natural de anos e horas, e para mostrar-lhes estas linhas para nos fundirmos mais, enquanto quisermos que seja assim... e que assim seja."
Carlos AOliveira - Autor.

Biblioteca 24horas
São Paulo
2015
136 páginas
14 x 21 cm
capa colorida
miolo PB
São Paulo
ISBN: 978-85-4160-920-3

Preço: 25,00 + FRETE dos correios

Adquira este livro realizando um depósito na conta corrente:
Titular: Mauricio Antonio Veloso Duarte
Banco: Banco do Brasil
Agência: 2899-1
Conta corrente: 58.703-6
ou
Titular: Bartira Mendes Costa
Caixa Econômica
Agência: 0194
Operação : 001
Conta corrente: 00027316-8

Após o depósito envie o comprovante de depósito com nome completo e seu endereço para: duarte.mauricioantonio.maurici@gmail.com ou bartiramendesrespirandopoesia@gmail.com

O exemplar do livro será enviado a você em até 10 dias úteis, conforme contingenciamento dos correios e demais serviços por causa da pandemia de COVID19 - Coronavírus.