quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

“UM SILÊNCIO”



“UM SILÊNCIO”

“Ela descalçou os chinelos
e os arrumou juntinhos
antes de pôr a cabeça nos trilhos
em cima do pontilhão,
debaixo do qual passava um veio d’água
que as lavadeiras amavam.
O barulho do baque com o barulho do trem.
Foi só quando a água principiou a tingir
a roupa branca que dona Dica enxaguava
que ela deu o alarme
da coisa horrível caída perto de si.
Eu cheguei mais tarde e assim vi para sempre:
a cabeleira preta,
um rosto delicado,
do pescoço a água nascendo ainda alaranjada,
os olhos belamente fechados.
O cantor das multidões cantava no rádio:
“Aço frio de um punhal foi teu adeus pra mim”."

Adélia Prado

(Adélia Prado, do livro “O coração disparado”. Rio de Janeiro: Editora Record, 2013)

Visite o instagram da poetisa, escritora e palestrante Bartira Mendes . RESPIRANDO POESIA . https://www.instagram.com/respirandopoesia_bartiramendes/

Imagem: Peça de arte Correlação de autoria do artista visual Mauricio Duarte . Correlação . guache s/ tela . 22 x 33 cm 2013.

“Dona doida”



“Dona doida”

“Uma vez, quando eu era menina, choveu grosso
com trovoadas e clarões, exatamente como chove agora.
Quando se pôde abrir as janelas,
as poças tremiam com os últimos pingos.
Minha mãe, como quem sabe que vai escrever um poema,
decidiu inspirada: chuchu novinho, angu, molho de ovos.
Fui buscar os chuchus e estou voltando agora,
trinta anos depois. Não encontrei minha mãe.
A mulher que me abriu a porta riu de dona tão velha,
com sombrinha infantil e coxas à mostra.
Meus filhos me repudiaram envergonhados,
meu marido ficou triste até a morte,
eu fiquei doida no encalço.
Só melhoro quando chove.”

Adélia Prado

Visite a página da escritora, poetisa e palestrante Bartira Mendes . RESPIRANDO POESIA . https://www.facebook.com/bartiramendesrespirandopoesia/

Imagem: Peça de arte vendida de autoria do artista visual Mauricio Duarte.

Cerimônia de Premiação do 1o Concurso de Contos da AGLAC



"Os lugares que os seus filhos frequentam e as pessoas que eles passam a conhecer quando você é Escritor. Obrigado pelo carinho com minha família Senhor Décio Machado Machado, presidente da AGLAC ( Academia Gonçalense de Letras, Artes e Ciências)"
Jorge Gomes E Marcia Cristina

Fotos de 2019 na Cerimônia de Premiação do 1o Concurso de Contos da AGLAC.

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

"Considerações de Aninha"



Considerações de Aninha”

“Melhor do que a criatura,
fez o criador a criação.
A criatura é limitada.
O tempo, o espaço,
normas e costumes.
Erros e acertos.
A criação é ilimitada.
Excede o tempo e o meio.
Projeta-se no Cosmos.”

Cora Coralina

Visite o instagram da poetisa Bartira Mendes . RESPIRANDO POESIA . https://www.instagram.com/respirandopoesia_bartiramendes/

Imagem: peça de arte de Mauricio Duarte . Disponível para venda

“Saber viver”



“Saber viver”

“Não sei…
se a vida é curta
ou longa demais para nós.
Mas sei que nada do que vivemos
tem sentido,
se não tocarmos o coração das pessoas.
“Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que sacia,
amor que promove.
“E isso não é coisa de outro mundo:
é o que dá sentido à vida.
“É o que faz com que ela
não seja nem curta,
nem longa demais,
mas que seja intensa,
verdadeira e pura…
enquanto durar.”

Cora Coralina

Visite a página da escritora, poetisa e palestrante Bartira Mendes . RESPIRANDO POESIA . https://www.facebook.com/bartiramendesrespirandopoesia/

Imagem: Peça de arte Concretude de Mauricio Duarte . guache s/ tela 22 x 27 cm 2013 . Disponível para venda

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

O que é o amor?

Minha participação, Mauricio Duarte, no Caderno Literário no. 81, na página 16, da Editora Pragmatha:



O que é o amor?
Quem, quem saberá o que é o amor?
Defini-lo é difícil
sabê-lo é ainda mais,
amar é este mistério...
A tal arte do encontro,
o desejo, vontade,
necessidade voraz,
sabe, quem saberá?
O amor não se consome.
O amor sempre é e será.
Daí eu estou aqui para aprender,
ver o ABC do amor...
Todos estamos aqui
para aprender o que é,
o que não é o amor, e, sim.
que pode vir a ser...
Mauricio Duarte
São Gonçalo / RJ

domingo, 16 de fevereiro de 2020

Virgem Noite



Virgem Noite

Virgem Noite embriagada
No meu olhar
Que distante estava
Na procura
De um real viver.
Passos caminhei
Quando torturas, enfrentei
Querendo suportar
O que na vida, encontrei.
Competentes acasos
Do destino
Que no meu instinto
Já inspirava
Na busca incansável
Por um verdadeiro, amor.
Cruel sorte
Dos meus passos
Que me conduziam
Ao encontro
De minhas fraquezas.
Virgem Noite
Em que caminhei
Com o destino
Tentando encontrar
A certeza
De que, não só
Vivo da sorte
Mas, do querer
Tornar meu destino
Com menos acasos
E mais certezas

Bartira Mendes

Visite o instagram da poetisa, escritora e palestrante Bartira Mendes . RESPIRANDO POESIA . https://www.instagram.com/respirandopoesia_bartiramendes/

Imagem: Peça de arte Distensão do artista visual Mauricio Duarte . Disponível para venda.

Manobras da Sobrevivência



Manobras da Sobrevivência

No rosto humano
O cansaço agride sua forma
E de repente a criança
Se vê crescida
E dormindo
A noite se estende em sonhos
Onde a paz
Toca em sua face ingênua
O amor chega a alma
Pois gosta de sentir o prazer
E sabe poder sorrindo
Transformar em festival
O que antes
Era festa.
E sob o signo da esperança
Meio sem jeito
Mas com todas as razões
Em gargalhadas
Muda o astral de seus dias
Acabando por certo
Com a obsessão que dentro de si, reina.
Pensando com a razão
Fazendo das palavras escritas
Frases em verdades
Nunca ditas
Muito pouco popular
Chega ao fim da leitura do dia a dia
Buscando aplaudir ou pichar.
É mais um ser criança
Ao tentar crescer
E se sentir gente
Será apenas mais um humano
Que ao habitar na casa do planeta terra
Teve como única opção e abrigo
Deitar na cama do cotidiano
Aguardando na madrugada
Os sonhos
Não ver terminarem
Embora de tanto lutar
Morrendo se vê agora
Isso sou eu
Isso é você
Assim é a humanidade.

Bartira Mendes

Visite a página da escritora, poetisa e palestrante Bartira Mendes . RESPIRANDO POESIA . https://www.facebook.com/bartiramendesrespirandopoesia/

Imagem: Peça de arte do artista visual Mauricio Duarte
: Intrincado . guache e caneta marcador s/ tela 30 x 40 cm 2016 . Disponível para venda.

O Capitão da Luz

O Tudo pela Cultura vem trazendo esta semana uma especial partilha dos e-books de Décio Machado em gratuidade! Aproveite!



O Capitão da Luz
Autor: Décio Machado Machado

O que a cidade de São Gonçalo, no Estado do Rio de Janeiro, tem haver com o romance “O GUARANI” de José de Alencar? Como a vida de um personagem português, pouco conhecido pela historiografia colonial e imperial, mistura-se nesta envolvente narrativa para esclarecer a origem de um dos lugares mais bonitos da Baia de Guanabara? Este é o convite do escritor e produtor cultural Décio Machado, que nos faz neste importante livro, de minucioso trabalho de pesquisa sobre Francisco Dias (Capitão da Luz) que dá nome a esta obra. A pesquisa traz luz aos apaixonados pela boa leitura, através de um relato fascinante sobre a origem da Igreja de Nossa Senhora da Luz e Região. Revela-nos como grandes autores da língua portuguesa também beberam desta fonte. Em seu quinto livro, Décio Machado confirma que como autor veio para ficar. Acredito que você se encantará ao folhear as páginas seguintes. Denílson Machado Historiador, especialista em História do Brasil Colonial (UFF), História da África (FAFIMA) e Gestão Cultural (UERJ).

Leia o livro Capitão da Luz em e-book gratuitamente aqui: https://www.recantodasletras.com.br/e-livros/6350194

Visite a página Tudo pela Cultura do escritor e crítico Décio Machado . TUDO PELA CULTURA . https://www.facebook.com/tudopelacultura.deciomachado/

sábado, 15 de fevereiro de 2020

Passarinho Passará – Zé da Manga

O Tudo pela Cultura vem trazendo esta semana uma especial partilha dos e-books de Décio Machado em gratuidade! Aproveite!



Passarinho Passará – Zé da Manga
Autor: Décio Machado Machado

Décio Machado poderia dispensar apresentações, não fora a necessidade de salientar alguns aspectos marcantes de suas obras, nesta também presente, o que, entre outras coisas, revela coerência e fidelidade a sua vocação literária. Aqui, igualmente, se observa a extrema preocupação em exaltar a beleza dos relacionamentos e dos afetos mais profundos. Mesmo quando a narrativa ameaça tornar-se algo simplista, o autor libera a sua visão poética das coisas, a poesia transbordando das ações do cotidiano, emergindo das páginas, mesmo literalmente falando, pois dentro dessa prosa sadia estão inseridos poemas encantadores. “Passarinho Passará” não é, como pode parecer, leitura para o público infanto-juvenil, mas para todos os leitores, de qualquer faixa etária, que preservem a candura da infância ou busquem ansiosamente recuperá-la, uma vez que somente pelo resgate da criança engaiolada pela materialidade do mundo pode o homem abrir asas para os altos voos do espírito. “Passarinho Passará” pode nos ajudar a fugir da gaiola aprisionante, mas mesmo alçando voo na liberdade, ele próprio não passará, mas permanecerá para sempre na memória do leitor, cantando os eternos trinados da exaltação à inocência e à beleza. Osman Pedrosa Ribeiro Niterói, 9 de junho de 2009

Leia o e-book gratuitamente aqui: https://www.recantodasletras.com.br/e-livros/6350974